Escola João e Maria – 36 Anos Fazendo a Diferença

Discurso Firjan

Segue o discurso lido pela nossa diretora, no dia da entrega da Medalha do Desenvolvimento Regional

Boa noite a todos.

Cumprimento a todos da mesa, meus amigos e familiares, o meu querido professor Wilmar Rangel.

É com muita emoção que recebo a Medalha do Desenvolvimento Regional concedida pela Firjan, na pessoa de seu presidente Fernando José Coutinho Aguiar.

Agradeço a todos desta instituição, principalmente a Luís Eduardo Faria, amigo de longa data e empresário de sucesso, presidente da comissão de premiação.

Meus amigos, nasci em Campos dos Goytacazes, sou goiaba da terra como diz D. Teresa Venâncio, neta por parte de pai,  de professora atuante em sua época, D Zizinha Oliveira Soares, e tinha com enfoque alfabetização de alunos que muitas vezes apresentavam algum tipo de dificuldade, e que naquela época se designavam preguiçosos e/ou desinteressados e minha avó com jeitinho especial, conseguia despertar algum interesse nessas crianças, através de jogos, causos, como mesmo dizia, muito carinho, determinação, conhecimento e sempre elevando a autoestima dos que a procuravam.

Acredito que minha vontade de fazer a diferença na vida de pessoas que de certa forma apresentam dificuldades na escola, vem desse viés familiar.

Tenho uma formação acadêmica que me levou a trilhar caminhos do magistério, iniciando a minha jornada de trabalho na APOE, onde através da música levava os alunos a se sensibilizarem e se desenvolverem de forma natural e contínua.

Há 35 anos inaugurei a ESCOLA JOÃO E MARIA, que foi um sonho, que aos poucos e através de muito estudo e parceria, foi se consolidando e ampliando meus conhecimentos sobre o cotidiano institucional e seus desdobramentos, procurando sempre levantar dados de como uma escola regular deveria se modificar para se tornar uma escola inclusiva, valorizando o aluno em toda sua essência.

E ao saber por Nando dessa honra que é receber a Medalha do Desenvolvimento Regional, fiquei muito orgulhosa, por saber que a educação está em pauta e na preocupação de todos, pois não precisa ser especialista para entender que a educação de um povo é a base da construção de um país livre e consciente de seus direitos e deveres.

A educação é um processo contínuo, que se inicia na família e se estende ao logo de toda a vida.

Não pretendo enumerar e nem ditar regras básicas para se extinguir a crise que assola o país e principalmente na educação, isso seria pretensão, pois são muitas vertentes a serem polidas, mas posso dizer que a primeira atitude que devemos pensar é o CUIDAR.

Cuidar de si, cuidar do pensar, cuidar do fazer e cuidar do SER. Cuidar para transformar.

Estamos deixando de lado o cuidado, o afeto, o olhar diferenciado, o valorizar o outro e suas ações.

Estamos exigindo de nossas crianças respostas cada vez mais elaboradas e   que muitas vezes não podemos sustenta-las. Estamos valorizando a quantidade de informação e deixando de refinar a qualidade do que ensinamos e o que realmente fica como legado.

Precisamos entender que essa cultura da dominação e do esvaziamento da educação só nos leva a um país cada vez mais desestruturado, violente e sem rumo, com pessoas que chegam ao final de sua primeira formação e não encontram perspectivas de trabalho digno e uma vida pautada no respeito. Precisamos ser muito RESILIENTES.

Precisamos aprender com nossos avós, que nos deixaram um legado de formação moral séria e comprometida. Valores familiares enraizados no mais íntimo de nosso ser. Ensinamentos e virtudes não negociáveis. Exemplos a serem seguidos.

Quero me orgulhar, e através desta medalha, me orgulho de poder contribuir com a formação de muitas pessoas, pois só assim atingiremos o patamar desejado por todos e seremos uma PÁTRIA realmente   EDUCADORA. O compromisso é de todos.

E para finaliza quero dizer que não posso receber sozinha essa homenagem, pois a frente da minha escola há 35 anos, com o lema   Educar é antes de tudo amar e Apenas dois legados eternos podemos para nossos filhos deixar um deles: laços de família; o outro asas, contei com colaboração de muitas pessoas especiais.

Meus pais Fernando Soares e Rheuza foram mola mestra para o sucesso desse empreendimento, o apoio deles e seus ensinamentos foram fundamentais para o nosso crescimento.

Meus irmãos (Kid e Renata, Luís e Jussara, Cristina e Sandro) me confiaram a educação de seus filhos. Quer amor maior?

Meu marido Marcos sempre esteve ao meu lado, com seu carinho e organização, meus filhos Raphael e Carol como inspiração sempre.

E  não poderia deixar de dizer que minha equipe de trabalho, pessoas que estão comigo no dia a dia, que vestem a camisa , estudam, estão prontos para o desafios diários, são essas pessoas que me impulsionam e me fazem lutar e vencer barreiras, que as vezes parecem intransponíveis, mas são por vocês que supero as adversidades que insistem em atravessar nossos caminhos e que as transformamos sempre em AMOR e assim conseguimos atingir essas crianças que estão sedentas por conhecimento e urgência nas realizações.

Mas de forma especial quero que receba essa homenagem junto comigo minha prima/irmã Rosâna, que é meu esteio, que é a pessoa que constrói, que partilha, que se doa, que me emociona sempre, enfim é aquela que está sempre nos bastidores para que tudo seja coroado de sucesso.

Á você Rosana, meu Amor eterno!

Quero ressaltar também a importância em minha caminhada de meus amigos da eterna FAFIC, cumprimento a todos através de D. Teresa Venâncio, da nossa querida e eterna  chefinha Regina Sardinha, das amigas de jornada Cacaia Matins, Dagmar Crespo, Luíz Cláudio Barbosa , Cidinha Oliveira, e afirmo que através dessa instituição aprendi muito, dando aulas de gestão escolar e prática pedagógica, estando de frente sempre com minha prática diária. Como foi importante esse tempo, junto com essa equipe maravilhosa e liderada por Regina, criamos o curso de Artes Visuais, implantamos projetos, tudo em prol de educação universitária de qualidade.

Ressalto também a importância em minha trajetória profissional a Joilza Rangel, minha querida amiga e eterna secretária de educação, que me deu oportunidade na coordenadoria regional Norte Fluminense, como gerente de ensino e na Secretaria municipal de educação, como diretora do departamento multiprofissional, fazer valer meus ideais, formando um grupo que elevou a educação campista e continua hoje sendo referência em educação, pois implantamos vários programas de sucesso.

E assim me despeço. Muito obrigada a todos por esse momento único, abençoado pelo Deus que nos rege e pela Nossa Senhora que nos ampara e nos abriga em seu coração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *